Espirais, lunges e shoot-the-duck

terça-feira, 19 de junho de 2018
Olá, tudo bem?


Hoje vamos falar de alguns elementos da patinação: os espirais, lunges e shoot-the-duck.


Espirais

A espiral é um dos elementos mais bonitos da patinação. É o equivalente ao arabesco do balé. Ele requer muita flexibilidade e equilíbrio. É bastante utilizado nos programas dos patinadores. No programa feminino já foi um elemento obrigatório (sequência de espirais), mas hoje é usado em transições.

A espiral pode ser feita para frente ou para trás, tanto no fio interno quanto externo. As posições também variam bastante. A clássica é o arabesque, como a imagem que ilustra esse tópico. Mas há alguns outros tipos de espirais bem utilizadas:


Espiral Biellmann

Fonte


Posição I com uma das mãos

Fonte


Espiral segurando o pé

Fonte


Deixo aqui um link de um vídeo interessante mostrando diferentes tipos de espirais. Outro vídeo interessante é uma compilação de espirais de Yuna Kim.

Lunges






O lunge pode ser usado sozinho ou ligado a outro elemento, como entrada ou saída de um spin, por exemplo. Também é muito utilizado na sequência de passos.

O lunge geralmente é feito durante a patinação em dois pés para frente. O patinador dobra uma das pernas e estica a outra para trás. É necessário força, flexibilidade e equilíbrio para executar o movimento.

É possível fazer lunge de costas, embora seja mais difícil e raro de ver.

Neste vídeo podemos ver algumas informações interessantes sobre o lunge para frente.  Aqui podemos ver um lunge para trás.



Shoot-the-duck


Fonte


Esse elemento pode não ser visto em competições, mas é importante para a formação dos atletas. Isso porque o shoot-the-duck é a base para o sit spin.

O shoot-the-duck é feito se abaixando até bem perto do gelo, esticando a outra perna de forma paralela ao gelo. Os braços também são esticados para frente.


Um bom vídeo demonstrando o shoot-the-duck pode ser visto aqui.


Até mais!



Patinadores treinados por Brian Orser

terça-feira, 12 de junho de 2018
Olá, tudo bem?

Fonte



Com as recentes movimentações no mundo da patinação, vimos que o treinador Brian Orser conta com um grande prestígio. Dois patinadores de ponta o escolheram como treinador: o quarto colocado das Olimpíadas da categoria masculina, Boyang Jin, e a vice campeã olímpica e rainha absoluta da patinação feminina por mais de dois anos, Evgenia Medvedeva. O treinador faz parte do Toronto Cricket, Skating and Curling Club, no Canadá. O clube conta com uma ótima estrutura para treinamento, inclusive com uma pista de gelo que usa modernas tecnologias, além de uma ótima equipe que trabalha com ele.

Com tantos nomes de destaque, fica até fácil se perder. Quem de fato Brian treina? Vamos a uma lista de seus principais atletas.


Yuzuru Hanyu


Fonte


Yuzu treina com Brian desde 2012, tendo vencido duas Olimpíadas nesse período, além de vários Grand Prix e Mundiais, o que faz dele o atleta mais bem sucedido que trabalha com Brian. Temos um post sobre a carreira de Yuzu.


Javier Fernandez



Fonte


Javi começou a treinar com Brian em 2011. Essa parceria trouxe uma melhora marcante na carreira de Javi, conforme podemos ver no post sobre o atleta. Atualmente, o espanhol parece estar se afastando aos poucos das competições, mas ainda não se aposentou, por isso continua nessa lista. Uma curiosidade: Brian convidou Javier para trabalhar com ele, mas no momento o patinador queria voltar para sua terra natal.


Gabrielle Daleman


Fonte


Gabrielle tem como técnico principal Lee Barkell, do mesmo clube, mas também é treinada por Brian. É uma das canadenses de maior destaque na categoria feminina, e a grande rival de Kaetlyn Osmond nos nacionais. A patinadora tem como melhores resultados um terceiro lugar no Mundial de 2017 e a medalha de ouro de times nas Olimpíadas de 2018. Ela treina com Brian desde 2015.


Jun-hwan Cha

 



O patinador coreano é uma das jovens promessas da patinação masculina. Com 16 anos, Cha obteve o 15º lugar nas Olimpíadas da Coréia do Sul. Na temporada 2016-2017, ele obteve a medalha de bronze na final do Grand Prix Junior. O patinador treina com Brian desde 2015.

Jason Brown

 

Fonte



O patinador americano é um dos atletas que recentemente anunciaram que treinariam com Brian. Com 24 anos, Jason tem uma medalha de bronze no evento de times das Olimpíadas de 2014, além de já ter vencido o nacional dos EUA. Jason vai começar a treinar com Brian na próxima temporada (2018-2019).


Jin Boyang

 



Jin é um dos grandes destaques da categoria masculina. Recentemente, o chinês venceu o Campeonato dos Quatro Continentes, batendo Shoma Uno, além de ter feito ótimas apresentações nas Olimpíadas, o que lhe rendeu um quarto lugar. Com 20 anos, o chinês pretende se aperfeiçoar para conseguir a medalha olímpica na próxima chance. Boyang começa a treinar com Brian na próxima temporada (2018-2019).

 

Evgenia Medvedeva

 


Evgenia dispensa apresentações. Já falamos muito sobre ela, tanto em um post de nossa série de atletas quanto da turbulenta troca de treinador. A russa tem o grande objetivo de conseguir a única conquista que ainda lhe falta: a medalha de ouro olímpica. Ela vai começar a treinar com Brian na próxima temporada (2018-2019).


Antigos alunos de Brian


Alguns patinadores já treinaram com Brian, mas acabaram encerrando a parceria. Aqui temos nomes como Elizabet Tursynbayeva, que recentemente deixou Brian para treinar com Eteri, e Adam Ripppon (entre 2008 e 2010). O caso mais famoso foi de Yuna Kim, que venceu as Olimpíadas de 2010 enquanto treinava com ele. Nesse mesmo ano eles encerraram a parceria.


Até mais!

© Figure Skating Brasil - 2017. Todos os direitos reservados.
Design by: Thays Martins.
imagem-logo