O que são os programas curto e longo?

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016
Nas competições de patinação, os atletas se apresentam duas vezes, geralmente em dias seguidos. É o que se chamamos de programa curto e programa longo.

Mas como isso começou?


Antigamente, os patinadores das categorias individuais precisavam fazer as figuras compulsórias (compulsory figures) e o programa longo (free skating). O primeiro consistia em figuras desenhadas no gelo com um dos pés. A figura clássica é um 8. Já o programa longo era parecido com o que vemos hoje em dia nas competições. Era a oportunidade do patinador apresentar os movimentos que dominava melhor, daí o nome em inglês.


O programa curto (short program) surgiu primeiro na competição de pares, que apenas tinham o programa longo. Desde o início, era um programa livre realizado em menos tempo.

As figuras compulsórias deram o nome em inglês do esporte (Figure Skating), mas foi eliminado em 1990. Por que? Vejam por si mesmos como era "emocionante" uma competição olímpica:




Para ocupar o lugar das compulsory figures, o programa curto foi adotado nas competições individuais. Atualmente, é de no máximo 2:50 minutos para todas as categorias e deve apresentar os seguintes elementos:


Masculino:

-Duplo ou triplo axel

-Salto triplo ou quádruplo precedido de passos de conexão

-Combinação de saltos consistindo de um salto duplo + triplo, dois triplos ou quádruplo + duplo ou triplo

-Um flying spin

-Um camel spin ou sit spin com uma mudança de pé

-Uma combinação de giros com uma mudança de pé (spin combination)

-Uma sequência de passos (step sequence)



Feminino:

-Duplo ou triplo axel

-Salto triplo ou quádruplo precedido de passos de conexão

-Combinação de saltos consistindo de um salto duplo + triplo, dois triplos ou quádruplo + duplo ou triplo

 -Um flying spin

-Um layback spin

 -Uma combinação de giros com uma mudança de pé (spin combination)

-Uma sequência de passos (step sequence)

Uma sequencia espiral, que pode ser usada como uma transição.



Pares:

-Um llift de determinado padrão que muda de ano em ano

- Um duplo ou triplo twist lift

-Um duplo ou triplo salto lançado

-Um salto solo duplo ou triplo

-Uma espiral da morte de um padrão que muda de ano em ano

-Uma espiral ou sequência de passos, que muda de ano em ano

-Uma combinação de giros que muda de ano em ano



O programa longo varia conforme a categoria. Nos pares e no masculino o tempo é 4:30, enquanto no feminino e na dança é de 4:00. 

Antigamente, os atletas podiam tentar o que quisessem, o que acabava fazendo com que eles simplesmente repetissem seus melhores saltos, para ganhar mais pontos. Por causa disso foi criada a "regra Zayak", que limitou o número de saltos. No sistema de pontuação atual, isso significa que qualquer salto triplo ou quádruplo que já foi usado duas vezes, mesmo em uma combinação de saltos, não recebe pontuação alguma quando executado. Também se permite apenas 7 saltos ou combinações de saltos para mulheres e 8 para homens.

Para completar, a contagem de pontos atual faz com que o programa curto seja responsável por mais ou menos um terço da nota final do atleta. É por isso que é relativamente comum que um atleta acabe indo mal no programa curto e depois consiga se recuperar, ganhando várias posições. 

Mao Asada na Olimpíada de Sochi é um exemplo de superação após um programa curto ruim



Até semana que vem!



4 comentários :

  1. Super Post dear! Thanks for sharing~
    Would you like to support each other, by follow via GFC &G+ ? If yes, let me know when you follow me and I follow you back after it!

    Kisses From,
    Official Seol ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thank you. Your blog is really nice too. I'm following you.

      Excluir
  2. Muito legal essa história do surgimento do programa curto. Eu também não sabia exatamente quais elementos eram obrigatórios em cada um.

    ResponderExcluir
  3. Eu sempre achei engraçado que em inglês o programa longo se chama programa livre. Também achava curioso o nome "Figure". Depois de ver a origem do esporte, tudo faz sentido.

    ResponderExcluir

© Figure Skating Brasil - 2017. Todos os direitos reservados.
Design by: Thays Martins.
imagem-logo